Sargento da PM do Estado de Tocantins é preso por criticar novo sistema de segurança

Webnode
19/04/2012 11:38

O Sgt Domingos Machado escreveu no Correio Interno da PM, uma crítica as viaturas nas rotatórias palmense, como forma de policiamento. "Informação Confidencialíssima: Reuniu-se a cúpula da PMTO, e em altos estudos concluíram que os furtos e roubos aconteciam nas rotatórias, mas agora podemos sair de casa, "A LA VONTÉ", porque as rotatórias estão seguras. Em obediência a LEI . assinado sgt MACHADO". E por essa crítica recebeu voz de prisão do oficial Subcomandante do QCG, major Antonio Carlos da Silva Ferreira.

Segundo Nota distribuída à Imprensa o Comando afirma que a prisão está dentro da legalidade de acordo com o que prevê o Código penal Militar.

Confira a Nota da PM:

A respeito da prisão do Policial militar sargento Machado, o Comando da Polícia Militar do Tocantins esclarece:

O sargento PM Domingos Pereira Machado, de 43 anos, foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira, por volta das 8h45, no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar – QCG - do Tocantins em Palmas, por crime militar. O policial é lotado na Diretoria de orçamento e Finanças da PMTO, no QCG em Palmas.

Pesa contra o sargento crimes previstos nos artigos 155, 160 e 166 do Código Penal Militar, crimes contra a autoridade e disciplina militar. O fato que levou à prisão do militar foi a divulgação de um “correio eletrônico interno”, criticando indevidamente atos e ações do Comando da Corporação.

Após essa divulgação indevida na rede de computadores interna do Quartel do Comando Geral, o sargento machado recebeu voz de prisão do oficial Subcomandante do QCG, major Antonio Carlos da Silva Ferreira, e foi conduzido à Corregedoria da Polícia Militar para ser ouvido sobre o caso e realização dos trâmites legais da ação.

A família do policial militar foi informada da prisão, assim como a Associação dos Subtenentes e Sargentos da PMTO, da qual é membro. A Associação providenciou o advogado, doutor Marcos Vinicius Moreira, que está prestando a devida assistência jurídica ao acusado.

O comando da PMTO enfatiza que toda a ação ocorreu dentro da legalidade de acordo com o que prevê o Código penal Militar, a qual todos os policiais militares estão sujeitos. Tendo o acusado o direito a ampla defesa e ao contraditório como estabelece a constituição.

Mas por telefone o sargento Machado, que ainda está preso, conversou com a reportagem do site Roberta Tum, e falou da “falta de liberdade de expressão dentro do Comando”. E desabafou: “A polícia é obrigada a trabalhar mesmo sem acreditar naquilo que está fazendo”.

E falou sobre como está na prisão. “Estou tendo um tratamento de preso, incomunicável. Minha irmã e amigos estiveram aqui, mas não tiveram acesso”, informou Machado ao destacar que só vai poder receber visitas no domingo.

Fonte: Sudeste Hoje

Voltar

Tópico: Sargento da PM do Estado de Tocantins é preso por criticar novo sistema de segurança

Nenhum comentário foi encontrado.